sucessão familiar no senepol

SENEPOL SAN NA SUCESSÃO FAMILIAR

Perguntas feitas pelo Jornalista André Casagrande da Revista Senepol para Carolina Coelho em matéria sobre Sucessão Familiar no Senepol

– Você pretende dar continuidade ao projeto da família?

Sim, o Senepol já faz parte da familia ha mais de 13 anos e o projeto veio para ficar!

– Já possui animais próprios?

Não, o criatório é da familia e da empresa então administramos todos em um so patrimonio.

– Quais os seus projetos futuros com relação Senepol?

Dar continuidade à seleção genética do rebanho, sempre em busca de animais mais produtivos e avaliados, mantendo assim uma produção consistente de touros e doadoras de qualidade para ofertar ao mercado, sempre buscando o melhoramento genético. Também fomentar e contribuir para a evolução da avaliação e melhoria do Senepol.

Paralelo ao rebanho puro, iniciamos um projeto de cruzamento industrial no qual utilizamos nossos touros cobrindo a campo nossas matrizes nelores buscando produzir carne e mostrar o potencial da raça.

Nossos animais são recriados a pasto, do qual não abrimos mão, pois acreditamos que este é o grande propósito do Senepol, ser um animal rustico e produtivo nas condições reais da pecuária brasileira.

– Em sua opinião, qual o potencial da raça?
O grande potencial da raça é melhorar a qualidade da pecuaria brasileira através do cruzamento industrial entre nelore e senepol. A heterose gerada no choque de sangue das duas raças culmina em um produto que agrega as melhores caracteristas de ambas gerando um animal que nasce pequeno e que possui um rapido desenvolvimento, pegando a rusticidade do zebuino com a precocidade do taurido adaptado. Propicia encurtar o ciclo da fazenda de 8 a 10 meses melhorando assim a rentabilidade da fazenda.

– Fique à vontade para acrescentar o que considerar necessário.

Um pouco sobre o nosso criatorio: está localizado no Pantanal Sul, ambiente rústico, quente e de extremos, com pico de seca e de enchente todos os anos onde a raça se prova diariamente demonstrando sua adaptação. Prioriza o melhoramento genético do rebanho trabalhando na identificação de animais com alto valor genético e econômico.

Somos uma empresa familiar, há um ano e meio meu pai, Roberto Coelho, resolveu iniciar o processo de sucessão familiar e nos convidou, eu e à minha irmã Andréa Lucia Coelho, para trabalhar com ele na pecuária. Eu sou turismóloga e administrei o hotel-fazenda que temo na fazenda por 12 anos, com experiencia em marketing, planejamento, gestão de equipe e processos. A Andrea formada em Administração já com especialização em Gestão e muito empenhada em aprender e administrar a fazenda.

Começamos realizando o estudo financeiro do negócio, depois passamos para o manejo da fazenda, passando por um processo de adaptação dos nossos funcionários, que receberam-nos com muita vontade de ajudar. Além de estarmos aprendendo sobre o negócio somos mulheres em um ambiente totalmente masculino…

Outra fase foi de conhecer o negócio Senepol, estudamos bastante a raça, procuramos conhecer as pessoas, antigos criadores, visitamos fazendas, conhecemos exemplos de sucesso para ajudar-nos a delinear nossas estratégias.

Além disso investimos nosso tempo em cursos de pós-graduação, palestras, encontros técnicos da área afim de melhorar nosso conhecimento para gerenciar melhor o negócio pecuária além de fazer relacionamento. Já fizemos um curso do Agrotalento e agora estamos fazendo pós-graduação em gestão de Gado de Corte pela Reahgro, um excelente curso com muita qualidade de docentes e práticas que ajudam a melhorar o manejo e a administração da fazenda. Então além de podermos contar com a orientação e condução do trabalho feito pelo meu pai Roberto Coelho, estamos buscando o que tem de mais moderno e eficiente para produzir carne e realizar uma pecuária lucrativa. Estamos aproveitando o fato de “estarmos em pé sobre ombros de gigantes”.

Apos esta fase inicial começamos a melhorar alguns processos principalmente relacionados à produtividade e ao bem estar dos animais. Hoje as mudanças ainda estão acontecendo mas as novas ideias e projetos são muito bem aceitas. Temos uma ótima relação e comunicação com a equipe de trabalho que facilita bastante a execução do planejado e a implantação de mudanças.

A Familia SAN adota e aplica os princípios do Bem-Estar Animal em todo o seu rebanho. Acredita que um manejo cuidadoso e bem feito com os animais pode trazer benefícios para toda a cadeia produtiva da carne.

Para finalizar, envio fotos da minha irma Andréa e dos meus filhos pois acredito muito que devemos apresentar para na nova geração as coisas boas da fazenda, levar eles para andar a cavalo, tomar banho de rio ou de enchente de pantanal, sair para ver o gado, a natureza, o trabalho do homem pantaneiro. Mostrar para as crianças o valor da terra, do trabalho nela, faze-los se apaixonarem para que tudo que construírmos tenha continuidade. Criar sucessores e não herdeiros. Já viemos de uma familia tradicional da pecuária. Descendente de Laucidio Coelho vamos fazendo história até hoje na pecuária brasileira.

E gostaria de aproveitar para agradecer meu avô Helio Coelho (in memorian) por ter me ensinado o legado do trabalho, da honestidade, seriedade e da importância do marketing!

E viva o Senepol!!!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *